Há uma década a resposta a essa pergunta seria: policial, bombeiro, médico, engenheiro ou outras profissões tradicionais, ninguém imaginava que o mundo iria mudar tão rápido. Empresas como Google, Uber, Linkedin, Facebook e Netflix, mudaram o cenário mundial, criaram novos conceitos, novas relações de trabalho e novas profissões, como: analista de mídias sociais, youtuber, desenvolvedor de aplicativos, trafficker, mediadores de comunidades, edtech, analista de big date, entre outras. Além de dezenas de novas profissões que surgiram para atender a esse novo cenário, também surgiu a oportunidade de jovens criarem suas próprias empresas chamadas de “startups”, que em pouquíssimo tempo transformam-se em gigantescas corporações.
Nesse mundo em constante transformação, muitas profissões ainda surgirão e o requisito comum para todas continuará sendo a afinidade com a tecnologia, a criatividade e o trabalho em colaboração. As escolas também precisam se reinventar e inovar. Aquelas que priorizarem esses requisitos, estão preparando jovens para profissões que ainda não existem.
A boa notícia é que algumas escolas seguem esse caminho, o Colégio Perfil, por exemplo, buscou parceria com a gigante de tecnologia Google, inovou a sala de aula com um espaço que simula o escritório da Google, sendo despojado, informal e que estimula a colaboração. Toda essa busca por inovação rendeu ao Perfil o reconhecimento no primeiro evento da Google Education na Bahia, que ocorreu no dia 18 de outubro de 2016, no Mar Hotel em Salvador, como case de sucesso do nordeste.
O Vice Diretor do Perfil, Bruno Abdon, apresentou as inovações e diferenciais do Colégio para os diretores e mantenedores de Escolas da Bahia. ¨Nossos alunos podem fazer tarefas a partir do smartphone, tornando as aulas mais dinâmicas e interessantes¨, disse o Sr. Abdon.
O Colégio também aderiu a uma plataforma de ensino que visa aumentar a eficiência educacional, através de planos de estudos personalizados de acordo com o nível e a velocidade de aprendizado de cada aluno, trata-se da parceria com a empresa Geekie, de São Paulo, que desenvolve esta forma de ensino adaptativo.
Pela primeira vez, uma escola do Nordeste foi reconhecida pela gigante da tecnologia. Esse é um marco importante, pois irá inspirar outras instituições de ensino a buscarem novos caminhos para o aprendizado.
A busca por um ensino de qualidade não para por aí, os gestores do Colégio Perfil, Wilson Abdon e Bruno Abdon, participarão de uma Missão no Vale do Silício – EUA, para visitar empresas como a Google e instituições como Stanford University, Summit Schools e New Tech High. Pelo jeito ainda teremos muitas novidades!

Marcelo Lopes
Google Edu Partner / Consultor de Inovações do Colégio Perfil.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *