A odontologia veterinária é uma especialidade da Medicina Veterinária que estuda a anatomia, fisiologia, patologia e terapia para as doenças da cavidade oral dos animais. Assim como na odontologia humana, a odontologia veterinária vem contribuindo para que os nossos amiguinhos de quatro patas vivam cada vez mais e com melhor qualidade de vida.

A odontologia veterinária tem as divisões nos mesmos moldes da humana: periodontia, endodontia, ortodontia, cirurgia, implantodontia, dentística restauradora, entre outras. Apesar das divisões serem as mesmas, há muitas diferenças no que diz respeito à: anatomia, fisiologia, patologia, terapêutica e técnica operatória. Por tais motivos, o único profissional habilitado a tratar as diversas doenças da cavidade oral dos animais é o médico veterinário.

Dentre as diversas doenças que podem acometer a cavidade oral dos cães e gatos, a doença mais comum é a chamada doença periodontal. Cerca de 80% dos cães entre quatro e oito anos são acometidos por tal enfermidade. Ela é causada pelo acúmulo da placa bacteriana na superfície dos dentes. Ao passar do tempo a placa bacteriana se mineraliza formando o Cálculo dental(conhecido popularmente como tártaro) que progride até os tecidos de proteção e sustentação dos dentes chamado de periodonto.

A doença periodontal é dividida em vários estágios. O estágio inicial caracteriza-se pela presença de gengivite ao redor do dente afetado, e é o único que se tratado a tempo os sintomas são reversíveis, ou seja, todas as estruturas são preservadas.  Em contrapartida o grau mais elevado culmina geralmente na perda da maioria dos elementos dentais.

Os principais sinais e sintomas clínicos da doença periodontal são gengivite, mal hálito, retração da gengiva, dificuldade de se alimentar, salivação excessiva, além de sangramento, perda óssea, mobilidade dentária e perda do elemento dental. Como se não bastasse esta afecção pode causar alterações em órgãos importantes como rins, fígado ou coração.

A prevenção é a principal arma contra a doença periodontal. Dentre os diversos recursos, a escovação dentária constitui-se o melhor método. Por outro lado a alimentação correta, utilização de tiras, gel, e soluções são métodos que podem auxiliar muito na prevenção. Para indicação do melhor método de prevenção ou necessidade de tratamento a  avaliação por um médico veterinário é recomendada a cada 6 meses.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *